Vereadores aprovam gratificação para engenheiros, mas mobilização continua

Na sessão ordinária de ontem (16), a Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que institui o pagamento da gratificação por responsabilidade técnica a engenheiros e arquitetos da Prefeitura de Maringá. Esse benefício é uma das principais reivindicação da categoria.

Em mobilização articulada pelo SISMMAR, os servidores(as) marcaram presença no plenário com faixas (foto acima) de protesto contra a administração municipal, que se negou a pagar a gratificação. Engenheiros e arquitetos, que vestiam preto durante a sessão, afirmaram que vão participar da segunda discussão do projeto, na sessão ordinária da terça-feira.

Enquanto o prefeito Pupin (PP) não sancionar a lei, o indicativo de greve será mantido. E se não sancionar, a greve da categoria não está descartada. Prova disso é a mobilização da categoria, que está mais unida do que nunca e indignada com Pupin. 

Desde o início do diálogo entre o SISMMAR e a administração, o diretor regional do Senge, Samir Jorge, tem acompanhado e apoiado o movimento dos engenheiros e arquitetos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*