Relato do Dia Nacional de Lutas

Em Maringá, a manifestação no Dia Nacional de Lutas teve início às 9 horas da manhã de quinta-feira (11). Montamos barracas próximo ao terminal Urbano; coletamos assinaturas do abaixo assinado pedindo a reforma política; convidamos os trabalhadores(as) para participarem do ato às 16 horas.

Dirigentes de todas as Centrais Sindicais fizeram falas no microfone, apresentando os 11 pontos de pauta da classe trabalhadora. Confira aqui a pauta. 

Foi dada a palavra a trabalhadores(as) que apoiaram o manifesto e as lideranças sindicais panfletaram material das Centrais.

.
16 horas
Iniciamos o ato em frente ao Terminal Urbano, com caminhão de som. Os presidentes e representantes das Centrais Sindicais fizeram uso da palavra. Vereadores que apoiaram a manifestação também falaram à população. O Deputado Enio Verri (PT) fez discurso para os trabalhadores(as);

17h30
Iniciamos a caminhada pelas ruas de Maringá, com muitas manifestações de apoio dos trabalhadores(as) que trabalham no comércio. Foi um ato tranquilo e bem recebido pela cidade, numa condução exemplar das Centrais Sindicais. Apenas a Intersindical, pedia que as pessoas guardassem as bandeiras, sem nenhum sucesso. A resposta foi a alegria das bandeiras e faixas na caminhada.

Os sindicatos CUTistas, ao final do ato, avaliaram que foi muito boa a manifestação. Sucesso para uma cidade extremamente conservadora.

Iraides Baptistoni, presidenta do SISMMAR e Coordenadora da Regional Norte Novo – CUT Pr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*