Pupin mantém ‘greve institucional’ do Samu

A administração do prefeito Pupin mantém a “greve institucional” do Samu. Segundo denúncias recebidas pelo SISMMAR, nesta quinta-feira (25), o Samu de Maringá atende com apenas duas ambulâncias. Isso é menos do que o mínimo do atendimento mantido durante a greve dos trabalhadores, este mês.

Na greve da categoria, que durou três dias, os servidores(as) do Samu mantiveram o serviço à população com duas ambulâncias básicas e uma unidade avançada. A categoria se preocupou em respeitar o maringaense, mantendo 50% do atendimento. Coisa que o prefeito não faz quando permite que unidades de atendimento fiquem paradas, aguardando reparos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*