A pedido do SISMMAR, vereadores rejeitam proposta de quase mil novos cargos

Por unanimidade, a Câmara Municipal rejeitou nesta quinta-feira (5) o projeto de lei de autoria do Executivo que pedia a criação de quase mil novos cargos concursados na Prefeitura. Os vereadores entenderam a preocupação do SISMMAR, que era contra a aprovação do projeto por avaliar que a ampliação do quadro de funcionários em 10%, neste momento, poderia comprometer a revisão do Plano de Carreira, Cargos e Remuneração (PCCR). 

No dia da sessão, dirigentes do SISMMAR reforçaram o pedido para que os vereadores rejeitassem o projeto. Alguns dos cargos que Pupin queria criar, no entendimento do SISMMAR, deveriam ser extintos.
Veja aqui os detalhes. 

A votação – que vem a reforçar o momento de maior independência vivido pelo Legislativo maringaense – teve destaque na imprensa local. Vejas as matérias da RPCTV e do Blog do Rigon.

Os vereadores mostraram a Pupin que estão firmes no compromisso firmado com o sindicato e com os servidores(as) municipais. Se o prefeito não revisar o PCCR até novembro, conforme prometido e negociado, os vereadores não aprovarão o orçamento do ano que vem. Além disso, se o PCCR não sair, Pupin poderá enfrentar uma das maiores greves da história de Maringá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*