Não é só por melhores salários!

“Qualquer gestor acharia absurdo dar aumento significativo a funcionários que estão entregando péssimos resultados. Está na hora de aplicar a mesma lógica à área da educação. O que efetivamente importa é a formação de professores, capacitação de gestores, currículo nacional unificado, dever de casa, avaliação, melhoria do material didático, uso efetivo do tempo de sala de aula e tudo o mais que os países que deram certo fizeram antes de poder pagar salários mais altos. Salário não cai do céu: conquista-se”. Gustavo Ioschpe




Em artigo publicado na revista Veja intitulado “Seu valor é determinado por seu salário?” que começa a circular esta semana, o colunista Gustavo Ioschpe, acentua a desvalorização dos profissionais de educação.

Ioschpe, que estuda a economia na educação, inclusive com estudos que comprovam a não relação dos salários com maior produtividade, comparou os professores brasileiros com os norte americanos, sob a justificativa do maior acesso aos dados.O colunista defende que os profissionais da educação no Brasil não podem exigir melhores salários.
No entendimento deste profissional, que estudou nas melhores instituições de ensino privadas e nas melhores universidades internacionais, e não conhece a realidade dos profissionais da educação básica, que apesar da baixa valorização, de riscos laborais, da crescente violência das salas de aula, continuam a trabalhar e doar as suas vidas para a educação. Além disso, curiosamente, Ioschpe  é membro do Conselho de Administração do Grupo RBS 9, afiliada da TV Globo para o Sul do país.
Se quisesse fazer uma comparação, porque não a fez com o Japão, onde os professores são tratados com tanto respeito que até mesmo o imperador se prostra em reverência diante de qualquer profissional da educação? Isso mesmo! No entendimento dos japoneses não pode haver imperador sem professor.
O SISMMAR entende que é uma afronta a posição deste colunista aos direitos dos professores é a favor da valorização salarial e qualificação profissional dos docentes. Acreditamos na melhoria da educação e na qualidade de vida do trabalhador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*