Corpo da presidente da CUT-AP Odete Gomes é sepultado

Foram encontrados e identificados na manhã de terça-feira (15), os corpos da presidenta da CUT-AP, Odete Gomes, e o de Raimunda Flora, esposa de um funcionário do Sindsep. Elas estavam desaparecidas após o naufrágio da embarcação que acompanhava a procissão do Círio Fluvial, no último sábado (12), em Macapá, capital do Amapá. Odete Gomes foi sepultada à tarde.

Odete Gomes

Odete Gomes nasceu no município de Amapá, era técnica da Universidade Federal do Amapá e dirigente do Sindsep (Sindicato dos Servidores Federais), onde foi tesoureira por dois mandatos e, atualmente, respondia pela secretaria-adjunta de Relações Internacionais.
Em 2003, Odete assumiu a Secretaria de Organização da CUT-AP. No congresso seguinte foi eleita para a Secretaria Geral e em 2009 assumiu a Presidência da CUT no estado, para qual foi reeleita no último Congresso.
Odete deixa várias 
lições e todo seu legado 
de luta e princípios.
 A CUT e o movimento sindical brasileiro perdem uma importante liderança, guerreira, militante, que sempre esteve à frente das lutas contra toda e qualquer injustiça. Sindicalista, mãe, feminista e feminina, batalhava para criar seus quatro filhos com a mesma atenção e afeto que tinha pelo movimento sindical.

Expressamos nossos mais profundos sentimentos aos familiares de Odete Gomes e de todas às vítimas desta tragédia. O SISMMAR transmite da mesma forma nosso pesar e nossos sentimentos a toda a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*