O desrespeito com a população continua!

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) opera novamente com capacidade mínima, apenas uma viatura básica e uma avançada. É notório o desrespeito com o serviço que é de utilidade pública. Até quando a administração irá tapar os olhos diante de tamanha falta de respeito à vida?

Na noite de ontem um noticiário de repercussão nacional informou que, “um relatório da Controladoria-Geral da União mostra a falta de transparência nos gastos com o Samu no país. A maioria das unidades não presta contas sobre o uso do dinheiro repassado pelo Ministério da Saúde para atender emergências médicas”. Leia aqui reportagem na íntegra.

Será que isto ocorre em Maringá também?

Os dirigentes do SISMMAR vão encaminhar esta situação ao Conselho Municipal de Saúde cobrando providências. Lembramos ainda, que a aquisição de novas unidades foi uma das promessas da administração para que a greve deflagrada em julho de 2013 fosse suspensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*