Segundo dia da Jornada Pedagógica começa com protestos pelo Piso do Magistério

Antes do início da terceira palestra da Jornada Pedagógica 2022, a presidente do SISMMAR, Priscila Guedes, usou a palavra para cobrar a implementação urgente do Piso do Magistério, em discurso direto para o prefeito em exercício, Edson Scabora; Direção do SISMMAR e diversos servidores levaram cartazes com frases como “Pague o Piso do Magistério” e “Que Se Cumpra a Lei Federal

Presidente do SISMMAR, Priscila Guedes, discursa durante Jornada Pedagógica e cobra implementação do Piso do Magistério – Foto: Matheus Gomes

Teve início no começo da manhã de hoje (22), no Vivaro Eventos, a terceira etapa da Jornada Pedagógica 2022. Sob iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, o encontro tem como objetivo a formação de servidores da pasta diante do retorno do próximo semestre na semana que vem. Com a presença de aproximadamente 1,8 mil trabalhadoras e trabalhadores da Seduc, desta vez com professores, educadores e equipe pedagógica, o evento começou com novas ações e protestos realizados pela gestão Sindicato é pra Lutar junto de servidoras e servidores que exigem o pagamento imediato do Piso Nacional do Magistério. Ao longo desta quinta-feira (21), a direção do SISMMAR já havia feito cobranças para o Executivo Municipal exigindo a aprovação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração geral e do Magistério.

Milhares de panfletos informativos foram distribuídos dentro e fora do salão de eventos – Foto: Phill Natal

Desde a chegada ao evento, a direção do SISMMAR realizou a entrega de panfletos com explicações gerais sobre o processo de revisão do PCCR do Magistério, atualmente sendo tratado dentro de uma comissão que só foi aberta após pressão do sindicato. No mesmo material distribuído, a gestão Sindicato é pra Lutar informa o funcionalismo sobre as atuais perdas salariais em razão da não implementação do Piso Nacional do Magistério por parte da Prefeitura. Cartazes com diversas frases para cobrar a administração municipal também foram distribuídos na fila.

Servidoras de Unidade de Ensino cobram implementação do Piso do Magistério antes da entrada no evento – Foto: Matheus Gomes

Como representante da categoria, a presidente do SISMMAR, Priscila Guedes, fez uso da palavra para saudar todos os presentes e salientou a necessidade urgente da administração Ulisses Maia (PSD) realizar o pagamento do reajuste para profissionais do magistério, com o retroativo desde o início deste ano. Ao mesmo tempo em que discursava, dezenas de servidoras e servidores levantaram os cartazes com escritos como “Pague o Piso do Magistério” e “Que Se Cumpra a Lei Federal“. Priscila encerrou o discurso afirmando que irá aguardar o prefeito Ulisses Maia retornar das férias para que a administração se manifeste oficialmente sobre o Piso.

Com presença do prefeito em exercício, Edson Scabora, servidores cobram implementação do Piso do Magistério – Foto: Matheus Gomes

Como forma de intensificar as cobranças e se colocar de maneira intransigente pela implementação do Piso, a gestão Sindicato é pra Lutar convoca os servidores filiados e convida os não filiados para assembleia que irá debater o Piso do Magistério no dia 9 de agosto (terça-feira), em primeira chamada às 18h30, na Câmara Municipal de Maringá. A direção do SISMMAR chama a categoria para a luta e para a mobilização permanente por entender que tanto as revisões do PCCR como a implementação do Piso só serão concretizadas mediante cobrança firme e organizada da classe trabalhadora.