Com faixas, trabalhadores cobram PCCR na Câmara


Trabalhadores(as) foram mais uma vez à luta pelo Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR). Em manifesto organizado pelo SISMMAR, na terça-feira (24), pediram na Câmara que os vereadores cobrem mais agilidade e respeito da administração municipal na questão.

Como o manifesto verbal é proibido pelo regimento interno da Câmara, os trabalhadores usaram faixas (fotos abaixo) lembrando os vereaores que a espera pelo PCCR já dura 13 anos.

A atividade surgiu resultado e alguns vereadores discorreram sobre o PCCR. Marly Silva (DEM) foi irônica ao citar que a bíblia diz que “em breve Jesus voltará”, lembrando que há muito tempo os servidores esperam pelo PCCR.

O presidente do Legislativo municipal, Mario Hossokawa (PMDB), disse que a Câmara já tem uma proposta pronta, que será apresentada aos vereadores em breve. Acrescentou que ficará “feio” para o prefeito se o texto da Câmara for aprovado antes do PCCR geral da Prefeitura.

Pressionado pelos colegas edis, o líder do prefeito na Câmara, Heine Macieira (PP), disse que a reivindicação é justa e garantiu que, no prazo de 30 dias, o poder Executivo encaminhará projeto de lei do PCCR para votação na Câmara.

Não faz mal lembrar que, nesta quinta-feira (26), completamos 103 dias desde que a administração municipal prometeu apresentar proposta do PCCR à categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*