Trabalhadores do Abrigo Municipal pedem segurança

.
O comportamento agressivo de um adolescente a funcionários do Abrigo Municipal Aníbal Khoury Neto, na quarta-feira (25), expôs novamente um grave problema: a falta de políticas de inclusão dessa administração municipal. Preocupados com a falta definição de como deve ser organizado o serviço oferecido no abrigo, muitos trabalhadores do local pedem transferência.

Presidente do SISMMAR, Solange Marega
visita instalações depredadas (foto: O Diário)

O SISMMAR esteve no local para defender o interesse dos trabalhadores, abalados com a violência. Irritado por ter de esperar na fila pelo atendimento psicológico, o adolescente armou-se com pedras e lajotas e passou a quebrar os vidros do abrigo. Na saída, ainda riscou o teto do carro de uma educadora.

Não foi a primeira vez que o SISMMAR cobrou melhorias para Abrigo Municipal, onde confusões são corriqueiras. O Secretário de Assistência Social, Ulisses Maia, prometeu agir, mas destacou a dificuldade de encontrar trabalhadores para atuar no local. Acreditamos que essa dificuldade é fruto, principalmente, da falta de segurança.

Além de manter um guarda municipal no local, o secretário prometeu completar a equipe. O SISMMAR está de olho. Hoje de manhã, estivemos no abrigo conversando com os trabalhadores.
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*