Assembleia: categoria discorda de retorno presencial e defende plano de lutas

Com participação expressiva dos servidores da Educação, assembleia virtual mostra ampla discordância dos trabalhadores com retorno presencial não seguro e apoio à construção de um plano de lutas

A direção do SISMMAR oficializou nesta segunda-feira (1º) os resultados da assembleia online sobre reivindicações da categoria lotada na Secretaria de Educação de Maringá. Realizada ao longo de sábado (30), por meio de plataforma desenvolvida pelo sindicato, para garantir a participação dos servidores em meio à pandemia, 1.648 trabalhadores da educação municipal participaram da votação para as duas perguntas disponibilizadas para análise e definição.

Atividades Presenciais

Após a leitura completa do edital, a primeira questão era sobre se a categoria concorda com o retorno das atividades presenciais, para esta quarta-feira (3), nas unidades de ensino para palestras e orientações diversas, mesmo sem a imunização dos presentes e com o avanço da pandemia. De maneira oficial, 1.516 servidores votaram pelo “Não”, representando 91,99% dos participantes. Pela opção “Sim”, em concordância com o retorno neste momento, 112 servidores registraram o voto, representando 6,8% do total. Pela opção “Abstenção”, foram 20 servidores, representando 1,21% do total. 

Plano de Lutas

A segunda questão analisada pela categoria se deu pela possibilidade, em caso de continuidade das atividades presenciais, sobretudo da volta às salas sem vacinação, da construção de um plano de lutas dos trabalhadores. De forma oficial, 1.499 servidores votaram pela opção “Sim”, em concordância com a elaboração deste plano para negociar as condições de trabalho, sendo 90,96% da totalidade. Pela opção “Não”, votaram 86 servidores, representando 5,22% dos participantes. Por fim, a “Abstenção” recebeu 63 votos, sendo 3,82% dos votos totais. 

Encaminhamentos

Diante dos resultados obtidos em votação democrática e virtual, a direção do SISMMAR encaminha ofício para a Seduc, em nome da secretária da pasta, Tania Corredato, para que o Executivo tome conhecimento sobre a organização e a vontade da categoria. Ao mesmo tempo, o SISMMAR irá realizar o chamado por novas reuniões, com a gestão municipal e os trabalhadores, além de novas assembleias para outros encaminhamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*