LIXO: era para ter sido uma audiência pública

.

O SISMMAR esteve representado, nesta segunda-feira (30), na Audiência Pública do Saneamento que, entre tantos assuntos, trata da destinação do lixo gerado em Maringá – que a administração Barros deseja queimar. Na avaliação das dirigentes do sindicato, não houve audiência.

O secretário de Saneamento Básico, Leopoldo Fiewski, levou informações da prefeitura, mas, para surpresa de muitos, não houve deliberação alguma. Em uma audiência pública de verdade os participantes teriam a oportunidade de sugerir novas propostas e votar aquelas já apresentadas.

Na “audiência”, o secretário, que só cedeu a palavra aos participantes mediante pressão, foi questionado sobre o porquê de a proposta não contemplar 1 centavo sequer para educação ambiental da população.

O SISMMAR avalia a situação estranha demais, partindo de uma administração que se diz transparente e participativa. Com o auditório lotado, o secretário prometeu que, no tocante do lixo, a administração fará agora o que deixou de fazer nos últimos sete anos (leia mais aqui).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*