Cense funciona há dois anos sem alvará

Na precária e preocupante situação do Cense de Maringá, denunciada pelo CMDCA, o governo do Estado pouco ou nada tem feito para resolver o problema. Mas o município também tem sua parcela de culpa.

O Cense de Maringá funciona há dois anos sem alvará desde sua criação, há dois anos. A precariedade é tamanha que nem extintor há no local, sem falar na falta de profissionais considerados essenciais, como um psiquiatra. Por que a administração Barros permite o funcionamento do Cense sem qualquer vistoria? A responsabilidade pode ser do Estado, mas é a vida de jovens maringaenses (futuros eleitores) que está em risco.

Diante de tantas irregularidades, o SISMMAR – a convite do CMDCA – fez contato com os conselhos tutelares de Maringá e com o Ministério Público para buscar soluções para o problema no Cense antes que novas mortes ocorram no local.

O SISMMAR reconhece que os servidores(as) que trabalham no local chegaram ao seu limite. Eles são poucos para a demanda e para as obrigações e responsabilidades sociais do Cense e, por isso, trabalham sob forte estresse. Fica registrada aqui a solidariedade do SISMMAR para com esses trabalhadores(as).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*