SISMMAR vai pedir revogação de decreto que altera consignação

De forma arbitrária, sem discutir com os trabalhadores(as) e com o sindicato, a administração Barros publicou o decreto 559/2012, que altera o limite de consignação para 60%. Até então, o limite no consignet era de 50%, sendo 30% para empréstimos bancários e 20% para demais consinados (o que não incluía plano de saúde). Agora, esses novos 10% serão para cartões de crédito.

A medida é temerária e dela surge a pergunta: qual a preocupação da administração com o endividamento dos servidores(as)? Pelo visto, nenhuma! Como a operadora de cartão, que já está oferecendo empréstimos para os servidores(as), concede também um alto limite, o SISMMAR tem o receio de que muitos trabalhadores(as) vão assumir dívidas que depois não conseguirão pagar.

O limite de 50% já era considerado elevado, porém, foi fruto de um estudo cauteloso. O aumento para 60% não! E para evitar o que os servidores(as) sejam prejudicados, o SISMMAR vai cobrar a revogação do decreto 559, que alterou as regras do Consignet.

Na reunião de hoje (23) com o secretário de administração, dirigentes do SISMMAR aproveitaram para questionar que tipo de interesse há por trás desse decreto? Quem sai ganhando com o favorecimento da operadora de cartão de crédito? Estamos de olho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*