Prefeito quer cidade sustentável… mas cadê a coleta seletiva? Cadê o PCCR?

É destaque na imprensa local a notícia de que hoje (25) todos os candidatos(as) à Prefeitura de Maringá assinarão o compromisso do Programa Cidades Sustentáveis. Espera-se, com isso, que o prefeito eleito apresente, em até 90 dias após a posse, um plano de metas que contemple os 12 eixos do programa.

A cerimônia será na Acim, às 14 horas, e o prefeito licenciado Silvio Barros é um dos coordenadores. Aí fica a pergunta: por que o prefeito, que se mostra tão engajado com a sustentabilidade, já não implantou esse programa em seu governo? Por que a coleta seletiva (prática sustentável e ambientalmente correta das mais recomendadas) ainda não é realidade em Maringá?

E por que falar apenas da necessidade do engajamento com programas de sustentabilidade e deixar de lado as reivindicações históricas dos servidores? É preciso ressaltar que qualquer programa do governo municipal passará, via de regra, pelas mãos dos servidores que são, na prática, aqueles que executam os projetos, que fazem acontecer. Então, seria pertinente que o prefeito licenciado falasse também da plataforma dos servidores, que contempla o PCCR que ele tanto prometeu (inclusive nas campanhas eleitorais passadas, para conquistar votos)… e não cumpriu.

A expectativa é o próximo prefeito, qualquer que seja, tenha mais respeito para com os servidores(as) municipais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*