Funcionários do Samu querem descentralização do serviço

Diretoras do SISMMAR estiveram no novo prédio do Samu e constaram as más condições estruturais do prédio, que foi recentemente construído. O local, inapropriado, acaba acarretando em más condições de trabalho.

Os servidores(as) reclamam, com frequência, da centralização do SAMU em um único ponto da cidade. Preocupados com a demora no atendimento – e às vezes, segundos de atraso podem impedir os socorristas de salvar vidas –, os trabalhadores do setor querem a descentralização.

O trânsito da cidade, principalmente nos horários de pico, atrapalha os trabalhos do Samu que, uma vez situado no lado sul da cidade, perde muito tempo para se deslocar até os bairros do lado norte, pro exemplo. Com a descentralização, as condições de trabalho melhorariam e mais vidas poderiam ser salvas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*