30h: projeto que prejudica celetistas deve ser arquivado

Finalmente, parece que o governo municipal entendeu que, no tocante às 30 horas da saúde, a portaria que está valendo é aquela que determina carga horária de 200 horas/semanais por equipe de NASF. Isso garante que os servidores celetistas da Saúde e da Sasc possam fazer jornada de 30 horas, como já vinha defendendo o SISMMAR.

Dessa forma, o procurador-geral do município, Luiz Carlos Manzato, sinalizou ao sindicato a possibilidade de arquivamento do projeto (que tramita na Câmara) que prejudicaria os celetistas. A confirmação foi dada por Manzato na reunião desta quarta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*