Postagem sobre FGs obrigados a fazer campanha repercute

Está repercutindo a postagem no blog do SISMMAR sobre os servidores com FG que são sendo coagidos a fazer campanha para determinado candidato. A cada dia, aumenta o número de trabalhadores que ligam e que comparecem pessoalmente ao sindicato para relatar abusos por parte da administração Barros.

Na matéria em que o Blog do Rigon repercute a postagem do SISMMAR, um servidor (mantendo o anonimato), indignado com a situação, copiou trecho de um e-mail que circula entre os FGs. O conteúdo bate com as denúncias que o SISMMAR tem recebido.

Nos bastidores, circulam listas e também e-mails de convocação. E os servidores ainda têm de levar consigo um número pré-estabelecido de pessoas para pedir votos e participar de reuniões de campanha. O comitê de um dos candidatos é citado.

Veja trecho de dois e-mail:

DATA: 05/09/2012
HORÁRIO: 17:30H ÀS 18:30H
LOCAL: AVENIDA SÃO PAULO ESQUINA COM RUA JOUBERT DE CARVALHO (FRENTE AO SHOPING AVENIDA CENTER)

A ATIVIDADE REALIZADA SERÁ ADESIVAGEM.

OBS: NO EMAIL QUE ENVIEI ONTEM A NOITE, PEDI PARA LEVAREM 4 PESSOAS. NESSE EVENTO NÃO SERÁ NECESSÁRIO TANTAS PESSOAS. SOMENTE VOCÊ E MAIS UMA PESSOA.

***

DATA:06/09/2012
HORÁRIO: 17:30 HORAS EM PONTO
LOCAL: AVENIDA JOÃO PAULINO VIEIRA FILHO, QUASE ESQUINA COM AVENIDA DUQUE DE CAXIAS, NO COMITÊ DO PUPIN.

NESSA ATIVIDADE AS PESSOAS QUE JÁ PARTICIPARAM DA REUNIÃO NA QUARTA-FEIRA PASSADA NÃO DEVERÃO IR, PORÉM DEVERÃO ENCAMINHAR PELO MENOS 5 PESSOAS PARA PARTICIPAREM DO EVENTO. AS PESSOAS QUE FORAM CONVOCADAS NA QUARTA-FEIRA PASSADA E NÃO PUDERAM COMPARECER, DEVERÃO COMPARECER NO DIA 06, COMO JÁ TINHA SIDO COMBINADO

***

Pelo visto, a coação ganha proporções alarmantes e as chefias que se prestam a essa prática criminosa já não se importam tanto com os “rastros” deixados (em e-mails, por exemplo). O SISMMAR espera que servidores assediados deixem o anominato e formalizem essas denúncias. Nesse caso, o sindicato deixa claro que dará todo o respaldo jurídico para que o(s) denunciante(s) não sofra(m) retaliações de chefias da administração municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*