Administração Barros é condenada a reintegrar auxiliar de enfermagem

Em sentença proferida no último dia 19, o juiz Belchior Soares da Silva, da 6ª Vara Cível de Maringá, determina que a Prefeitura de Maringá anule o processo administrativo que exonerou, em 2011, o auxiliar de enfermagem do município, Paulo Vidigal .

Além disso, a administração foi condenada a pagar os vencimentos do período em que o servidor foi afastado de suas funções – por conta dessa demissão injusta –, além do valor de R$ 1,5 mil correspondente a custas processuais e honorários advocatícios.

“Tratava-se de uma exoneração injusta. Motivada por minha participação nas lutas da categoria e às críticas e denúncias feitas contra a administração e publicadas em meu blog”, desabafa Vidigal. “Gostaria de agradecer todos os servidores que me apoiaram durante os seis meses que fiquei exonerado”, acrescenta o servidor.

Vidigal divide essa vitória com outros servidores municipais que foram (ou ainda são) vítimas de perseguição da administração Barros. Em seu blog, ele compartilha a sentença do juiz Belchior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*