A renovação da Câmara e os servidores municipais

A população demonstrou descontentamento com os vereadores que, nesses últimos quatro anos, atenderam “cegamente” os pedidos do Executivo municipal. Diante de tantos projetos, em que a vontade do prefeito foi colocada acima dos anseios da população, as urnas cobraram um alto preço da base governista.

Dos 11 vereadores da bancada de apoio ao prefeito Silvio Barros, apenas 3 conseguiram se reeleger. Dos 5 integrantes da mesa diretora da Câmara Municipal – todos aliados ao prefeito – só 1 permanecerá na Casa na próxima legislatura.

O eleitor quis renovação e o resultado não foi bom para a maioria daqueles que votaram contra o povo, contra as casas geminadas e que, por exemplo, pouco fizeram para pressionar o prefeito para que ele cumprisse promessas de campanha, como a revisão do PCCR dos servidores municipais.

Vimos (em nota divulgada anteriormente no blog) que 47% da população não aprovou o modelo de gestão da adminstração Barros. O resultado nas eleições proporcionais, então, apenas reforçou o descontentamento dos maringaenses, já que a renovação na base governista foi de 72%.

O próprio líder do prefeito no Legislativo não foi reeleito. Outro destaque na lista daqueles que deixarão a Casa de Leis é um servidor da saúde que pouco fez pela sua categoria, posicionando-se várias vezes contra a luta dos trabalhadores da prefeitura.

Para os vereadores que, nos últimos quatro anos, opuseram-se e esse modelo de gestão – que quis queimar o lixo ao invés de reciclá-lo, priorizando o fortalecimento das cooperativas e gerando empregos –, o resultado das urnas foi mais satisfatório. Dos 4 nomes da bancada da oposição 3 permanecerão no Legislativo, defendendo os interesses da população – e uma 1 ficou como primeiro suplente de sua coligação.

O SISMMAR espera que a nova composição da Câmara Municipal tenha coerência e bom senso na votação dos projetos e que os atos do legislativo atendam os interesses da coletividade, sobremaneira. O sindicato buscará o diálogo com os novos representantes do povo para que as promessas feitas pelo prefeito eleito não tenham sido em vão.

E os 15 vereadores que representarão os maringaeneses, de 2013 a 2016, pela ordem de votação, são:

– Ulisses Maia (PP)
– Humberto Henrique (PT)
– Negrão Sorriso (PP)
– Mario Verri (PT)
– Flávio Vicente (PSDB)
– Bravin (PP)
– Márcia Socreppa (PSDB)
– Tenente Edson Luiz (PMN)
– Luciano Brito (PSB)
– Dr. Manoel Sobrinho (PC do B)
– Mariucci (PT)
– Capitão Ideval (PMN)
– Luiz Pereira (PTC)
– Chico Caiana (PTB)
– Adilson do Bar (PSB)

Será o papel desses vereadores fiscalizar e cobrar que as ações do prefeito eleito visem ao bem da população. O PCCR, que o prefeito eleito, Roberto Pupin, comprometeu-se em colocar em prática é apenas uma de tantas demandas dos servidores. Espera-se que esses vereadores ajudem a tornar realidade essas demandas, pois sem os trabalhadores da prefeitura a cidade para.

SISMMAR continuará fazendo a sua parte, sempre na luta por avanços e pela defesa dos interesses dos servidores(as) municipais.

Da Diretoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*