SISMMAR cobra remoção imediata dos servidores do CTI da garagem do Paço

Constantes reclamações dos servidores quanto à péssima condição de trabalho no CTI, que funciona improvisado no subsolo do Paço Municipal, levou o SISMMAR a cobrar uma solução urgente da parte da administração municipal. A reunião dos dirigentes do sindicato com o chefe de Gabinete e o secretário de Administração aconteceu na última terça-feira (6), no gabinete do prefeito.

Por falta de espaço, há um ano e meio os servidores do setor foram remanejados para uma ala improvisada, junto à garagem do Paço Municipal. E o que (na promessa das chefias) era para ser provisório, tornou-se permanente.

Na reunião, o secretário – que trabalha em sala confortável, com direito a ar-condicionado – disse que o problema será resolvido dentro de alguns meses. O SISMMAR não aceitou a proposta, pela convicção de que a situação é crítica e que não dá mais para esperar.

O local é insalubre, acarretando grande risco à saúde dos cerca de 15 servidores do CTI. Como o ambiente quase não tem ventilação, os trabalhadores acabam respirando gases tóxicos dos escapamentos dos veículos que entram e saem da garagem. Alguns desses servidores já apresentaram problemas respiratórios e precisaram de atestado médico para se ausentar da função.

Negativa
Mesmo com um parecer da saúde ocupacional, de que o local é inadequado para a permanência dos trabalhadores, houve recusa do secretário em resolver o problema imediatamente. Assim, o SISMMAR começou a tomar as medidas cabíveis para que a saúde dos servidores não continue sendo exposta a riscos.

O SISMMAR protocolou ofício (veja abaixo), no qual cobra a imediata remoção dos servidores do CTI da garagem do Paço Municipal, solicitando contraproposta em 48 horas. O prazo dado à administração termina nesta sexta-feira (9), às 17 horas. O sindicato espera que o secretário pondere bem sobre os argumentos feitos no ofício e se disponha a resolver o impasse de maneira rápida.

Os servidores municipais, independentemente do setor onde atuam, merecem respeito e condições dignas de trabalho.
end

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*