Abono variável será cortado (de novo) de quem ganha salário mínimo

Em reunião realizada no Paço Municipal, às 10 horas, o secretário de Recursos Humanos, Gilmar Silva, recebeu dirigentes do SISMMAR para tratar do abono variável. Mais uma vez, a adminstração municipal cortará esse benefício.

Apesar de a lei prever o corte do abono variável após o aumento do salário mínimo, o SISMMAR apelou ao bom senso, pedindo para que esse adicional não fosse cortado dos servidores(as) que recebem salário mínimo. Contudo, não teve jeito. O secretário (centro, foto abaixo) informou que já na próxima folha de pagamento será descontado o abono variável.

Quem ganha salário de secretário municipal ou de prefeito, acima de R$ 10 mil, não faz ideia do quanto é difícil sustentar a família com salário mínimo. Por menor que seja, o abono variável faz diferença na mesa desses trabalhadores(as). 

Na reunião, dirigentes do SISMMAR, ressaltaram que esse problema seria resolvido se a administração municipal incorporasse o abono variável ao salário e ao piso da tabela salarial dos servidores. Isso sem falar na revisão do PCCR, que seria outra maneira (a mais correta) de resolver esse problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*