Atendimento no Sama demora mais que no SUS

O que você espera quando contrata um plano de saúde? Espera que esse serviço seja melhor e mais rápido que o Sistema Único de Saúde (SUS), não é mesmo? Não é o que ocorre com o serviço de assistência à saúde do servidor de Maringá (Sama).

Todo servidor municipal têm direito – para si e sua família – ao atendimento médico e serviços hospitalares com cobertura do Sama. Contudo, a ineficiência desse serviço, contratado pela prefeitura e prestado pelo Santa Rita, tem levado muitos servidores a buscar o atendimento pelo SUS.

O atendimento pelo Sama tem deixado a desejar, tanto é que – conforme relatos de servidores – o acesso a
consultas e exames pelo SUS é mais rápido. Em alguns casos essa demora, especialmente quando há urgência, causa indignação.

Uma servidora da saúde não conseguiu prioridade para consultar com mastologista, mesmo apresentando exames que acusavam um nódulo em uma das mamas. Podendo se tratar de uma lesão cancerosa, ela preferiu não esperar uma “eternidade” para ser consultada pelo Sama e buscou o SUS.

“Se o paciente já tem um diagnóstico suspeito de câncer, tem que dar prioridade, pois a cada dia de demora no tratamento se reduz o tempo de vida do usuário! Não dá pra fazer nada pra melhorar isso?” questionou a servidora, que conseguiu marcar atendimento pelo SUS.

Ora, se é para o servidor(a) ser atendido pelo SUS, para que existe o Sama? E o que tem feito a administração municipal para que o servidor tenha um atendimento digno pelo Sama? Será que o prefeito e sua família usam o sistema de saúde da prefeitura? É admissível o tempo de espera no Sama seja maior do que no SUS? São perguntas que merecem respostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*