Representantes do SISMMAR são impedidos de participar de conferência ‘pública’

Cibele e Iraídes aguardando credencial,
que não foi concedida ao SISMMAR

A Prefeitura de Maringá realizou na manhã desta terça-feira (5), às 9 horas, conferência pública (ou seria “pública) para aprovação de mudanças no Plano Diretor. Fez errado no início e pior no final. A conferência, da qual esperava-se ampla discussão, com vários setores da sociedade, não durou meia hora.

Entre os problemas notados pelos dirigentes do SISMMAR está o fato de que a conferência foi pouquíssimo divulgada. Até momentos antes da conferência, não havia notícia correlata no site da Prefeitura.

Pela forma como os preparativos foram conduzidos, ficou a impressão de que a administração municipal temia a presença de movimentos sociais contrários às propostas que seriam apresentadas. Inclui-se, aí, questões de zoneamento urbano.

Para piorar, foram impostos critérios impeditivos para quem não era vinculado à administração. Dirigentes do SISMMAR – apesar de serem muito conhecidos na prefeitura – foram impedidos de participar por não portarem declaração (por escrito) de que estavam ali representando o sindicato.

Entre os sindicalistas barrados estava a própria presidenta do SISMMAR, Iraídes Baptistoni. Uma estupidez sem tamanho. Guardadas as devidas proporções, seria o mesmo que barrar Pupin por ele não portar documento da prefeitura dizendo que ele é o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*