Servidora reclama de dificuldade para matricular filho em escola municipal

O SISMMAR recebeu a reclamação de uma servidora de Maringá que teve dificuldade para matricular o filho na escola municipal onde ela trabalha. Apesar de haver vagas disponíveis, pelo fato de ela residir em Sarandi a burocracia foi grande.

O sindicato compreende que cada município têm a responsabilidade de oferecer a seus moradores os serviços básicos como acesso gratuito à saúde e à educação, mas no governo maringaense há dois pesos e duas medidas. 

Há informações, recebidas pelo SISMMAR, de que pessoas ligadas politicamente à administração – e que também residem em outras cidades – conseguem vagas para seus filhos com facilidade, sem a mesma burocracia imposta à mencionada servidora. Se há vagas, para que complicar? Tem de ser “amigo do rei” para matricular o filho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*