Morte de criança na UPA Zona Norte… de quem é a culpa?

Somente este mês, duas crianças morreram no sistema público de saúde de Maringá, uma na UPA Zona Norte e outra na UPA Zona Sul. Um absurdo! A mãe de uma das crianças, corretamente, registrou BO pedindo providências e cobrando que o caso seja investigado a fundo.

O SISMMAR entende que devem ser apuradas todas as responsabilidades. Não é aceitável que apenas os servidores(as) sejam responsabilizados. E as chefias, nunca têm culpa? Vale lembrar que a administração municipal inaugurou a UPA Zona Norte às pressas, após o prédio ficar parado por vários meses. E já de início a UPA Zona Norte, onde morreu uma das crianças, apresentava uma série de problemas.

Quando da abertura da unidade, o sindicato apresentou à administração e ao Conselho Municipal de Saúde (CMS) um relatório solicitando providências para problemas como a falta de ar comprimido e oxigênio. A administração informou que o oxigênio seria substituído por aparelho de inalação.

Para piorar a situação, a UPA Zona Norte abriu as portas sem a devida separação de crianças e adultos no atendimento. “Todo cidadão maringaense deveria fazer uma visita à UPA Zona Norte em horário de grande movimento, pra ver a dura realidade que as crianças têm de enfrentar para serem atendidas”, diz a vice-presidente do Sismmar e representante dos trabalhadores no CMS, Solange Marega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*