Seduc adia remoção de profissionais de escolas e CMEIs

Em diálogo com o SISMMAR, prevaleceu o bom senso da administração municipal no caso da remoção dos profissionais ditos “excedentes” das escolas e CMEIs. Em reunião com o sindicato, na tarde de ontem (24), a Seduc decidiu adiar o processo de remoção

Veja aqui a tabela de profissionais
excedentes apresentada pela Seduc

O SISMMAR passou a tarde de ontem reunido com a secretária de Educação, Solange Lopes, e sua equipe. Dirigentes do sindicato buscavam entender quais foram os critérios adotados pela administração para definir o número de profissionais excedentes – sendo que na avaliação dos próprios servidores há falta de profissionais nas escolas e CMEIs

Na reunião, por meio de sua advogada, Gisele Veneri, o SISMMAR conseguiu mostrar à secretária que em alguns casos os profissionais não poderiam ser removidos por peculiaridades de suas funções. Legalmente, por conta do que previa o edital do concurso público, alguns profissionais incluídos na remoção cairiam em disfunção caso fossem transferidos.

A tarde de quarta-feira foi tumultuada. A secretária ouviu reclamações de trabalhadores e pais de alunos, contrários à remoção. A tensão só diminuiu com a notícia de que o processo foi adiado até 6 de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*