Engenheiros e arquitetos aprovam indicativo de greve

Arquitetos e engenheiros da Prefeitura de Maringá aprovaram indicativo de greve em protesto contra os baixos salários. A decisão foi tomada na noite de quarta-feira (15), no Plenarinho da Câmara Municipal, em assembleia convocada pelo SISMMAR.

Essa deliberação significa que a categoria pode – dentro dos trâmites legais – entrar em greve a qualquer momento. Isso tudo porque, em resposta ao SISMMAR, o prefeito Roberto Pupin (PP) se recusou a atender a principal reivindicação dos engenheiros e arquitetos, que querem o pagamento imediato da gratificação por responsabilidade técnica.

Veja o que já foi publicado sobre os
engenheiros e arquitetos do município

A greve só não teve início por conta da intervenção de quatro vereadores, que participaram da assembleia. Belino Bravin (PP), Humberto Henrique (PT), Márcia Socreppa (PSDB) e Ulisses Maia (PP)garantiram ao SISMMAR que apresentarão na sessão ordinária desta quinta-feira (16) à noite, em regime de urgência, um projeto de lei instituindo a gratificação por responsabilidade técnica também a engenheiros e arquitetos.

Durante a sessão, dirigentes do SISMMAR e engenheiros e arquitetos farão um ato de protesto contra essa desvalorização dos servidores(as) na gestão do prefeito Pupin. Os vereadores, por sua vez, também devem aprovar um requerimento cobrando do Executivo explicações sobre a transferência de arquitetos e engenheiros da Secretaria de Planejamento para outros setores da prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*