Capa : : ASSEMBLEIAS | EVENTOS : : PCCR: técnicos de segurança do trabalho aprovam proposta em assembleia

PCCR: técnicos de segurança do trabalho aprovam proposta em assembleia

Durante assembleia convocada pelo SISMMAR, com presença de quase 100% dos técnicos de segurança do trabalho, categoria debateu e elaborou proposta que foi aprovada por unanimidade

Técnicos de segurança do trabalho construíram e aprovaram a proposta de revisão do PCCR – Foto: Matheus Gomes

Em assembleia convocada pelo SISMMAR na noite de terça-feira (19), a categoria dos técnicos de segurança do trabalho compareceu quase na totalidade para discutir sobre a revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR). Assim como em diversos outros grupos do funcionalismo municipal, o encontro se deu a partir do contato de representantes dos servidores com a direção sindical, que desde setembro realiza diversas assembleias com o objetivo de discutir o atual Plano e chamar os trabalhadores para a mobilização.

De início, os dirigentes sindicais realizaram explicações sobre os danos que serão causados aos servidores e todo o conjunto da população em caso de aprovação da Reforma Administrativa, em tramitação no Congresso como PEC 32.

Presidente do SISMMAR, Priscila Guedes, realiza explicações sobre a PEC 32 e o processo de revisão do PCCR – Foto: Matheus Gomes

A medida de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes tem como objetivo sucatear os serviços públicos com ataques diretos às carreiras dos servidores municipais, estaduais e federais. Diante deste cenário, a gestão Sindicato é pra Lutar reforça o papel da entidade como instrumento de luta por melhores condições de trabalho para toda a categoria.

Logo na sequência, a partir de explanações sobre o funcionamento do PCCR atual, teve início o debate com ampla participação dos próprios técnicos de segurança do trabalho, com relatos sobre as respectivas realidades nos locais de trabalho e ideias para alterar a situação dentro do Plano.

A partir da participação dos servidores, a proposta elaborada foi aprovada por unanimidade – Foto: Matheus Gomes

Com as colaborações, foi elaborada uma proposta única, com o objetivo de criar um grupo e/ou subgrupo médio técnico com acréscimo de 10% da base salarial inicial do GES II. A ideia foi aprovada de forma unânime e será levada pela direção sindical à comissão de revisão.