Capa : : NOTÍCIAS : : Campanha Permanente na Saúde segue sem devolutiva

Campanha Permanente na Saúde segue sem devolutiva

Após mais de dois meses de espera para devolutiva da Secretaria de Saúde, nova reunião da Campanha Permanente termina sem apresentação de respostas oficiais sobre o andamento das reivindicações

Rápida reunião teve presença de servidoras, da direção sindical e autoridades da Secretaria de Saúde – Foto: Matheus Gomes

Como parte da Campanha Salarial 2021, o SISMMAR realiza a Campanha Permanente, a fim de viabilizar as demandas específicas de cada uma das secretarias municipais. Em primeiro encontro com autoridades da Sesa no dia 30 de abril, a direção sindical entregou as 47 pautas feitas pelos próprios servidores e cobrou respostas por escrito. Após mais de dois meses de espera e reuniões de retorno canceladas por variados motivos, na manhã desta quinta-feira (15), a direção do SISMMAR esperava receber parte das devolutivas, entretanto nenhuma resposta foi informada de maneira oficial. 

Reunião

Como em todos os encontros da Campanha, o sindicato convida trabalhadores que vivem o dia-a-dia para acompanhar os debates e teve como representantes as servidoras Solange Silva e Simone Coutinho. Com presença do secretário Marcelo Puzzi, o objetivo da reunião era ampliar as discussões e verificar o andamento das reivindicações da categoria, classificadas em pautas para curto prazo, como pequenas modificações internas, e no longo prazo, como a implementação das 30h para toda a Saúde. 

Diferentemente do que se esperava e do que havia sido acordado, a direção sindical foi surpreendida com respostas gerais apenas de algumas das demandas e o desconhecimento de Puzzi da maior parte das pautas. O secretário também questionou a metodologia da Campanha Permanente, apesar de ter sido acertada com o secretário de Gestão de Pessoas, Clóvis Augusto, e realizada com todas as outras pastas municipais até o momento. 

A reunião que durou cerca de 20 minutos foi finalizada com a nova cobrança do SISMMAR para que todos os 47 itens construídos pelos próprios trabalhadores sejam respondidos de maneira oficial. A gestão Sindicato é pra Lutar irá ratificar, via ofício, a importância das respostas por escrito e lamenta o atraso no andamento da Campanha Permanente na Secretaria de Saúde em razão de problemas na comunicação interna da Sesa.