Capa : : NOTÍCIAS : : SISMMAR reitera cobranças por medidas em defesa da vida

SISMMAR reitera cobranças por medidas em defesa da vida

Diante da implementação do escalonamento na sede da Seduc, após contaminações por covid-19, direção sindical reforça pedidos para que a administração municipal organize novas ações frente ao avanço da pandemia em Maringá

A direção sindical se reuniu na tarde desta segunda-feira (7) com a superintendente da Secretaria da Educação, Ana Paula do Carmo, a fim de tratar, mais uma vez, sobre o escalonamento nas unidades de educação. Assim como desde o começo da pandemia, o SISMMAR cobra de toda a administração municipal a implementação do teletrabalho nos locais onde há a possibilidade, além da redução do fluxo de pessoas em um mesmo local e momento, como forma de reduzir os riscos pela exposição à covid-19.

Na última semana, houve a confirmação de diversos casos de contaminação pelo vírus na sede da Seduc, inclusive com a positivação da secretária da pasta, Tania Periotto. Em razão dos riscos a todos os servidores do prédio, Ana Paula do Carmo informou que foi implementado o escalonamento dos trabalhadores do local, de maneira acertada e coerente com o momento atual. Mesmo com a existência de um decreto, há a garantia de que ninguém será prejudicado caso coloque em prática o sistema de rodízio dos servidores.

Diante da decisão tomada pela Seduc na sede da instituição, o SISMMAR reitera a necessidade de que as unidades de ensino sigam a medida a partir de organização das diretoras de cada local. Também durante a conversa com a superintendente, a direção sindical protocolou ofício solicitando que a secretaria organize uma reunião informativa com diretoras e a vigilância em saúde para esclarecimentos a respeito da Nota Informativa 011/2020, com o pedido para “afastamento do trabalho para trabalhadores em geral, exceto saúde” com o objetivo de minimizar os problemas diante do avanço da pandemia e facilitar a tomada de decisões que visem a defesa da vida. 

Pedido por reunião informativa:

Nota Informativa 011/2020:

Deixe uma resposta