Capa : : Eleições Sismmar : : Eleição do Sismmar: apuração deve terminar na madrugada de sábado

Eleição do Sismmar: apuração deve terminar na madrugada de sábado

Votação iniciada na quinta (7) prossegue nesta sexta-feira (8) em 29 urnas. Quórum mínimo já foi superado

Checagem das listas no 1º turno (08/10/2019) – Foto: Luiz Fernando Cardoso/Sismmar

A apuração dos votos da eleição do Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (SISMMAR), neste 2º turno, deve terminar no início da madrugada de sábado (9). A expectativa é da Comissão Eleitoral.

No 1º turno, a apuração foi concluída após 16 horas – relembre aqui. Só a checagem das listas demandou mais de 6 horas de trabalho da comissão e dos fiscais das chapas.

Neste 2º turno, a Comissão Eleitoral trabalhará com listas digitalizadas – e não apenas em papel – para dar mais celeridade ao processo. O cruzamento das listas de votação é uma checagem indispensável para eliminar votos em duplicidade e outras irregularidades que possam ter ocorrido.

A escrutinação envolverá diretamente cerca de 80 pessoas, entre membros da comissão, fiscais das chapas, funcionários do sindicato e seguranças. A apuração iniciará assim que todas as urnas chegarem ao ginásio da Associação dos Funcionários Municipais de Maringá (AFMM). O público poderá acompanhar o processo das arquibancadas.

Votação

Iniciada na quinta (7), a votação prossegue nesta sexta-feira (8) em 29 urnas, sendo 11 fixas e 18 itinerantes. O prazo para votar encerra entre as 17h e 19h, dependendo da urna – veja aqui onde votar.

Somente no primeiro dia de votação (quinta), 2.623 servidores filiados compareceram para votar, número que já supera o quórum mínimo da eleição. A participação é semelhante ao do primeiro dia de votação do 1º turno, quando 2.692 servidores votaram.

Estão na disputa a Chapa 1, que somou 1.271 votos (33,4% do total), e a Chapa 2, que teve 1.180 votos (31%) no 1º turno. As chapas 4 e 3 somaram 1.003 e 246 votos, respectivamente, ficando de fora do 2º turno.