Capa : : ASSEMBLEIAS / EVENTOS : : Assembleia da Educação delibera sobre regras para a escolha de turmas

Assembleia da Educação delibera sobre regras para a escolha de turmas

O SISMMAR realizou na terça (30), em seu auditório, assembleia com servidores(as) da Educação para tratar da escolha de turmas. Na ocasião, a categoria deliberou que profissionais com mais tempo de serviço ininterruptamente na função e na unidade escolar em que está lotado(a) tenham preferência na escolha de turmas.

Isso significa que servidores(as) que fizeram mudança de cargo e/ou função, recentemente, terão sua classificação da fila na escolha das turmas alterada.

Servidores(as) da Educação lotaram o auditório do SISMMAR para a assembleia da escolha de turmas (30/01/2018)

 

Quanto à distribuição de oficineiros(as), foi deliberado como primeiro critério que “professores e educadores infantis escolham juntos por tempo na unidade escolar”. A assembleia apontou como primeiro item de desempate a “maior titulação, tal como licenciatura plena, especialização, mestrado e doutorado, com preferência para os títulos na área da Pedagogia”.

Veja no documento abaixo os pormenores das deliberações da assembleia (clique nas imagens para ampliá-las). O ofício foi protocolado pela diretoria do SISMMAR, na manhã desta quarta-feira (31), na Prefeitura.

 

A presidenta do SISMMAR, Iraídes Baptistoni, e a secretária-geral Célia Vilela no protocolo do ofício com as deliberações da assembleia sobre a escolha de turmas (31/01/2018)

 

A tendência é que as decisões da assembleia sejam adotadas pela administração. Em reunião do SISMMAR com a Seduc, a diretora Marinez disse que faria o possível para atender à deliberação da categoria em assembleia.

Os servidores(as) também discutiram outras demandas na assembleia, entre elas: projeto das câmeras em sala de aula, qualidade do kit escolar, concurso para professor(a) pedagogo(a), garantia do cumprimento dos 33% de hora-atividade dos professores(as) e contratação de cuidadores para os CMEIs.

Aproveitando a assembleia, a categoria também discutiu sobre a paralisação prevista para 19 de fevereiro caso o governo Temer insista na Reforma da Previdência e outras perdas de direitos históricos.

Abaixo, mais fotos da assembleia.

Compartilhar Publicação

Deixe uma resposta