Capa : : CENTRAL SINDICAL : : Trabalhadores pressionam deputados a votarem contra a Reforma da Previdência

Trabalhadores pressionam deputados a votarem contra a Reforma da Previdência

O SISMMAR se uniu a movimentos sociais e a outros sindicatos em ato no Aeroporto Silvio Name Júnior, nesta segunda (11), para aguardar pelo embarque dos deputados federais de Maringá. Organizado pela Frente Brasil Popular, o ato tem por objetivo pressionar os parlamentares contra a aprovação de medidas pensadas pelo governo Temer para tirar direitos da classe trabalhadora. Entre elas, a mais nociva de todas é a Reforma da Previdência.

 

As lideranças sindicais e dos movimentos sociais fizeram plantão no aeroporto das 4h às 7h, e das 9h às 11h. Nenhum deputado deu as caras. O protesto foi reiniciado ao meio-dia, quando os manifestantes encontraram o deputado Enio Verri (PT), que não tem o que temer porque é contra a Reforma da Previdência e também foi contra a Reforma Trabalhista – entre outras perdas de direitos promovidas pelo governo Temer.

De fora de Maringá, os trabalhadores abordaram no voo do início da tarde os deputados Alex Canziani e Osmar Serraglio, que ao receberem os pedidos de voto contra a Reforma da Previdência ameaçaram processar as lideranças do movimento, ao invés de refletirem sobre os danos que as medidas de Temer causarão aos trabalhadores.

Os trabalhadores estão dando o recado: “se votar, não volta”. Ou seja, quem votar contra o povo terá o troco nas urnas, e certamente não será reeleito. A pressão contra esses deputados, agora e até as eleições, será gigantesca, como numa visto antes.

 

 

 

 

Compartilhar Publicação